COOHRREIOS RS
APRESENTAÇÃO
EQUIPE DE TRABALHO
10 ANOS DA COOHRREIOS
COMO SE ASSOCIAR
INSCRIÇÃO
Cadastro Único - NIS
FALE CONOSCO
Nosso Contato
ESTATUTO E LEIS
ATA DE FUNDAÇÃO
MINHA CASA MINHA VIDA
NOTÍCIAS
Projeto Caxias
Projeto Nova Hartz
Projeto Baltazar
Notícias antigas
ÁLBUM GERAL
PROJETOS EM OBRAS
PROJETOS EM ANÁLISE
PROJETOS EM ESTUDOS
PROJETOS EXECUTADOS
CRÉDITO SOLIDÁRIO
FENAHTECT
CMP - Central dos Movimentos Populares
FÓRUM DE DEBATE
SERVIÇO GRATUITO
ATIVIDADES
ENQUETE
PARCEIROS DA COOPERATIVA
 
 


07/08/2017

Pelotas / RR

Na sexta-feira passada dia (4), a COOHRREIOS BR esteve na cidade de Pelotas com seus representantes; Coordenador Administrativo Paulo Machado, Secretária Angélica Mirinhã, Gerente Administrativo e Financeiro Deocilda, Coordenador de Projetos Habitacionais Luis Carlos Girão e o Arquiteto Paulo Oppa. Para assinar o Contrato da Caixa Econômica Federal na presença de sua representante Cristiane, onde libera a primeira parte do recurso, que dá início a construção das 238 unidades habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida Entidades FDS SHN do Ministério Cidades Governo Federal.



Em pé Deocilda Regina, Luiz Carlos Girão (COOHRREEIOS BR), sentados da esq. para dir. Cristiane (Caixa E. Federal),  Angélica Mirinha (COOHRREEIOS BR) e o Coordenador  da COOHRREIOS BR Paulo Machado

Logo após, deu-se entrada no Registro de Imóveis  da 1ª Zona desta cidade.



Protocolo nº 277367


Pelotas / RS

12/07/2017

Projeto  XXV de Julho 

A COOHRREIOS BR informa:

                                         ISENÇÃO GANHA DO IPTU


             Diante do nosso desespero em arrecadarmos os valores necessários para pagar parte do IPTU exigidos pela Prefeitura de Pelotas, ou quitar para darmos início as obras do terreno do XXV de Julho. A COOHRREIOS incansavelmente buscou recursos junto a Prefeitura para aliviar os 238 cooperados de tamanha dívida que somaria mais de 27 mil sem a atualização do ano. Mesmo tendo conseguido um desconto de 25% de desconto do valor total não corrigido, a dividas ainda seria pesada para todos neste momento. Sabendo disso, a COOHRREIOS em nenhum momento desistiu de lutar. Então solicitamos a Secretaria de Habitação o mesmo benefício em Lei dada ao Fundo de Arrendamento Social por parte da Prefeitura ao Fundo de Desenvolvimento Social. Solicitamos que a isenção fosse de cem por cento para os 238 cooperados inscritos no projeto XXV de Julho. Foram dias apreensivos até conseguirmos a satisfação da isenção total do IPTU deste ano. Sendo assim, não temos mais obstáculos para iniciarmos a nossa obra junto a Caixa, pois ela já está providenciando a liberação do recurso em Brasília! E tão logo assinaremos o contrato da segunda fase e iniciaremos as construções do XXV de Julho.  Acreditamos que talvez ainda no mês de julho ou agosto estaremos iniciando as obras do projeto XXV de Julho.

Agora é aguardar a decisão da Caixa Econômica Federal para irmos ao cartório registrar o contrato de financiamento entre a COOHRREIOS que é a entidade organizadora e a Caixa Econômica. A Caixa irá averbar a casa pronta na escritura individualizada. Depois averbará o nome de cada cooperado nas suas devidas matrículas com o financiamento que será individual entre a Caixa e cooperado. É complicado mas é o correto,  somente com esses procedimentos irá garantir a terreno de todos até o dia que quitarem a Cooperativa e a Caixa.

COOHRREIOS HÁ 13 ANOS NA LUTA PELA MORADIA DIGNA PARA TODOS DE INTERESSE SOCIAL.

"O cooperativismo habitacional compreende-se por uma luta que é de todos.Todos precisam ajudar na construção de uma sociedade fraterna, igualitária e principalmente, solidária. Não podemos aceitar o individualismo como uma saída emergente para as nossas dificuldades. Sejamos sociais, pois só assim, contribuiremos para um mundo melhor. Acreditemos, nós, juntos, conseguiremos vencer as diferenças sociais existentes em nossa sociedade. Façamos a nossa parte. E agora! Já! Sem perdermos tempo!"   

                                                    ATENÇÃO VEM AÍ!

                           FESTERE SOLIDÁRIO DO XXV DE JULHO.

           A direção da COOHRREIOS, informa que no dia 23 de Julho (domingo), a partir das 13h,   estará realizando junto a seus cooperados o FESTERE SOLIDÁRIO DO XXV DE JULHO. E para  que o evento tenha sucesso convocamos todos os associados cooperados e seus familiares, amigos, vizinhos e a comunidade para participar conosco do FESTERE SOLIDÁRIO.

          O festere terá inicio às 15h, mas antes teremos  uma assembleia Geral  para tratar de assuntos gerais referente ao projeto XXV de Julho, e seu  andamento na Fase II, novidades, esclarecer dúvidas e atualizar dados cadastrais.

A Assembleia irá iniciar às 13h30, o local será no próprio terreno  XXV de Julho com o término  às 15h, para que possamos desfrutar desta confraternização.

O ambiente será  de caráter Julino, solidário e cooperativista no seu apoio de organização. Teremos atração musical além das bancas de alimentação, teremos op sorteios de RIFAS  com vários brindes doados.

                          Haverá sorteio de 3 RIFAS dos seguintes  itens :

          1  Relógio masculino (Doado pela Técnica Social Suzi )

          1  Edredom ( Doado pela COOHRREIOS)

          1  Kit de Beleza Feminino  (Doado pelas Funcionarias e cooperada Edeniandra e Luana )

O valor de cada número da RIFA é de R$ 2,00, sendo que cada talão contém 60 números.

O cooperado que tiver interesse em colaborar fazendo doações estará ajudando na organização da festa, ou pode vender as RIFAS que está à disposição em nossa sede na rua Voluntários da Pátria, 1030 sala 401 – Centro, ou agendar a busca pelo telefone: 30 29 16 86 pela manhã com  Edeniandra ou à tarde com Luana. Desde já agradecemos a colaboração e o apoio de todos(as).

"O cooperativismo habitacional compreende-se por uma luta que é de todos.Todos precisam ajudar na construção de uma sociedade fraterna, igualitária e principalmente, solidária. Não podemos aceitar o individualismo como uma saída emergente para as nossas dificuldades. Sejamos sociais, pois só assim, contribuiremos para um mundo melhor. Acreditemos, nós, juntos, conseguiremos vencer as diferenças sociais existentes em nossa sociedade. Façamos a nossa parte. E agora! Já! Sem perdermos tempo!"   Paulo Machado - Sócio fundador/2004.

COOHRREIOS HÁ 13 ANOS NA LUTA PELA MORADIA DIGNA PARA TODOS DE INTERESSE SOCIAL.

Atenciosamente,

Conselho de Administração

 

Nova Hartz / RS

12/07/2017

A COOHRREIOS INFORMA, que por decisão da Caixa Econômica Federal e por ser a Entidade Organizadora do Projeto Ipê Amarelo, continuará realizando suas visitas domiciliares, a fim de fazer levantamentos de dados dos seus cooperados, visando identificar seus proprietário. O levantamento se dá devido a inúmeras denuncias feitas sobre suposta venda irregular de casas atendidas pelo Programa Minha Casa Minha Vida. Lembrando que os comtemplados são associados desta entidade e devem manter seus carnês em dias com a COOHRREIOS até o fim de seus contratos com a Caixa que é de dez anos.


ATENÇÃO COOPERADOS DA COOHRREIOS/BR

Porto Verde I e II, São Tomé, Esteio, Nova Hartz

A COOHRREIOS solicita que entre em contato para atualizar sua pendência sob pena de ter seu nome no SPC e SERASA. Na sede Rua General Câmara, 52 5º andar sala 501, Poa, telefones 32267686, 32271054 com Diógenes, Marco ou Cristiane

A COOHRREIOS solicita que entre em contato para atualizar sua pendência sob pena de ter seu nome no SPC e SERASA. Na sede Rua General Câmara, 52 5º andar sala 501, Poa, telefones 32267686, 32271054 com Diógenes, Marco ou Cristiane.

26/10/2015

Na região do ABC, ministro afirma que MCMV irá contratar 500 mil unidades no próximo ano

O ministro das Cidades, Gilberto esteve no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC para encontro com prefeitos da região. Na reunião, Kassab informou aos chefes do executivo que o governo prorrogou os prazos para assinatura dos novos contratos. "A parceria com os municípios vai continuar. Para tanto, precisamos estender o prazo dos acordos, senão a continuidade não poderia acontecer". À imprensa, o ministro informou que terá R$ 15 bilhões para o Programa Minha Casa, Minha Vida o que permitirá contratar 500 mil unidades no próximo ano sendo 35 mil para movimentos urbanos, 35 mil unidades para rurais, cerca de 50 mil de intervenções públicas, 200 mil imóveis para a Faixa 2 e cerca de 150 mil para a Faixa 3. "Com isso, por volta de 2020, teremos contratadas e entregues 7 milhões de unidades", explicou Kassab.

Durante o encontro com os sete prefeitos da região, o ministro explicou que, diante do atual cenário econômico do país, assinar novos contratos seria inviável e serviria "apenas querer ser gentil com os prefeitos". Kassab lembrou ainda que o Governo Federal já investiu R$ 12,6 bilhões nos últimos anos apenas na região do ABC e que hoje existe a transferência de recursos compatível com nossa realidade econômica. "A situação da economia não favorece o caixa dos governos, mas para que fiquem os municípios tranquilos em relação a sua disposição, prorrogamos o prazo para termos um volume adicional em novos investimentos na região", garantiu.

O ministro das Cidades afirmou que o governo irá manter o cronograma existente e que a terceira fase do Minha Casa Minha Vida terá seus primeiros contratos assinados nas próximas semanas. Ele ressaltou que os recursos orçamentários para 2106 serão de R$ 15 bilhões, sendo R$ 10 bilhões utilizados para finalizar a fase 1 e 2, e o restante, R$ 5 bilhões, para atender os movimentos e uma parcela da faixa 1, em especial às unidades vinculadas às intervenções públicas. "É o maior programa habitacional da história do planeta. Não é só do Brasil. Em 2016 serão contratadas cerca de 500 mil unidades, sendo mais ou menos 35 mil para os movimentos urbanos, 35 mil rurais e aproximadamente 50 mil unidades as unidades de intervenções públicas. As demais divididas em Faixas 2 e 3". De acordo com Kassab, até o final da terceira fase, em meados de 2020, o programa contratará e entregará 7 milhões de unidades habitacionais, atendendo 15% da população brasileira.

22/09/2015

Governo Federal amplia subsídios para famílias com rendimento de até R$ 2.350 no MCMV 3
 
O Governo Federal apresentou as propostas da terceira fase do Minha Casa, Minha Vida para os movimentos sociais e o setor da construção civil, que amplia subsídios para famílias com renda de até R$ 2.350. Com uma nova faixa de renda, chamada Faixa 1,5, terá subsídio de até R$ 45 mil de acordo com a localidade e a renda, além de avanços sociais e financeiros em relação às etapas anteriores do programa.

O valor limite da renda da Faixa 1 vai aumentar, passando dos atuais R$ 1.600 para R$ 1.800 por família, o que permitirá que mais pessoas sejam beneficiadas, nesse perfil que concentra os maiores subsídios do programa. O financiamento da Faixa 1,5, para aqueles com renda até R$ 2.350, terá, além dos subsídios mais juros de 5%. O financiamento, como nas faixas 2 e 3, poderá ser feito pelas modalidades SAC (Sistema de Amortização Crescente) ou Tabela Price, num prazo de até 360 meses.

Os empreendimentos serão contratados pela iniciativa privada, mas respeitarão as regras de prioridades do programa para a definição dos beneficiários.

Ampliação da planta - Os imóveis da Faixa 1 terão novas especificações, adequadas à Norma de Desempenho da ABNT, gerando maior conforto térmico e acústico, com uso de esquadrias com sombreamento, maior espessura das paredes, lajes e acréscimo de 2m² na planta das unidades habitacionais.

Novos itens de sustentabilidade serão incorporados, como aerador de torneira, válvula de descarga com duplo acionamento, sensor de presença nas áreas comuns, bomba de água com selo Procel e sistemas alternativos ao de aquecimento solar - não obrigatório para as regiões Norte e Nordeste – com o objetivo de redução do consumo de energia.

As prestações da Faixa 1 continuarão a ser pagas em 10 anos, sendo que, para as famílias que recebem até R$ 800, a parcela será de R$ 80; entre R$ 800 e R$ 1.200, o valor corresponderá a 10% da renda; de R$ 1.200 a R$ 1.600 pagará 15%; e de R$ 1.600 a R$ 1.800, 20%.

As taxas de juros dentro da Faixa 2 serão atualizadas. Famílias com renda de até R$ 2.700 terão juros de 6% ao ano. As com renda de até R$ 3.600, 7%. Na Faixa 3, até R$ 6.500, os juros anuais serão de 8%. Os valores dos imóveis em todas as faixas serão atualizados.

Os empreendimentos da Faixa 1 do programa deverão atender regras complementares aos Códigos de Obras municipais para elevar a qualidade urbanística. Entre as exigências, dimensão máxima de quadra e estímulo a parcelamentos com vias públicas, largura mínima de ruas e ampliação das calçadas, redução da quantidade máxima de unidades habitacionais por empreendimento, quantidade mínima de árvores em áreas de uso comum e espaçamento máximo entre árvores nas vias e rotas acessíveis em todas as áreas de uso comum, como previsto na NBR 9050.

Também na modalidade do programa para áreas rurais, as faixas de renda e valores das unidades habitacionais serão atualizadas. Do Grupo 1 a renda anual passará de R$ 15.000 para R$ 17.000.

Balanço - No seu sexto ano de existência, com as duas primeiras fases, o MCMV foi viabilizado com a contratação de mais de 4 milhões de unidades habitacionais em 5.329 cidades (95% dos municípios brasileiros). Nesse período foram mais de 2,3 milhões de unidades entregues. O investimento total no programa ultrapassa R$270 bilhões.

Em seis anos, o programa passou por vários aprimoramentos para dar mais conforto às famílias. As mudanças resultaram na melhoria da acessibilidade das unidades, ampliação da área construída, colocação de piso de cerâmica em todos os cômodos e aquecimento solar em algumas moradias térreas. Também foram destinadas unidades de cada empreendimento a idosos e pessoas com necessidades especiais, ao agricultor familiar, trabalhador rural, assentados da reforma agrária, quilombolas, indígenas e pescadores.

Impactos socioeconômicos - Em 2014, o Programa Minha Casa, Minha Vida contribuiu diretamente com geração e manutenção de 1,2 milhão de empregos diretos e indiretos. Proporcionou, desde o seu lançamento, renda direta de R$ 120,32 bilhões. Isso representou, até 2014, uma média de 7,8% do PIB e 10,4% do PIB na cadeia produtiva da construção. Nesses 6 anos, o MCMV deteve 6% da participação dos empregos na construção civil do país.

Fonte: Site Ministério das Cidades

22/09/2015

A COOHRREIOS solicita que entre em contato para atualizar sua pendência sob pena de ter seu nome no SPC e SERASA. Na sede Rua General Câmara, 52 5º andar sala 501, Poa, telefones 32267686, 32271054 com Diógenes, Marco ou Cristiane.

INFORME

Projeto Baltazar

Senhores Cooperados inscritos para o Projeto Baltazar, que ainda não atualizaram seus cadastros, a Coohrreios solicita para que os façam o mais breve possível.


17/07/2015

Pelotas

Em reunião realizada na cidade de Pelotas no início deste mês, entre representantes da Coohrreios Sr. Paulo Machado, coordenador administrativo, Girão coordenador de Projetos Habitacionais, e da Federação das Entidades Habitacionais dos Empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (EBTC) Sr. Pedro Binotte Presidente da FENAHTECT e Luis Cesar Presidente da COOPHABON, com o Prefeito Eduardo Leite e o secretário de Justiça Social e Segurança (SJSS), Tiago Bündchen, foi construído o primeiro passo para a implantação de um novo projeto de moradia popular que contemplará trabalhadores dos Correios e de outros segmentos profissionais com renda de até três salários mínimos.



Atualmente, a COOHRREIOS possui dois projetos em andamento. Um deles, o primeiro, contempla 238 casas do Loteamento 25 de Julho, que começou a ser construído em 2013 nesta avenida. O segundo prevê a construção de 250 unidades na Ildelfonso Simões Lopes, através do Minha Casa Minha Vida Entidades. Também estão em estudo as propostas de construção de um terceiro núcleo habitacional, em local a ser definido.

Para Eduardo, que anunciou aos presentes a requalificação da avenida 25 de Julho para breve, a parceria com os Correios é viável pois reforça a proposta da prefeitura de encontrar alternativas para diminuição do déficit habitacional no Município para famílias de baixa renda. O próximo passo dos representantes da Federação, liderados por Pedro Binotte, será apresentar uma convocação oficial para solicitar apoio da Executivo.

Fonte http://fenahtect.com.br/

24/06/2015

Caxias do Sul

Assembléia Geral do Projeto

local: Anfiteatro Câmara dos Vereadores

Hora: 18 às 20h

16/06/2015

Reunião realizada na Câmara Municipal de Santa Maria no dia 05\02\2015, com o Presidente da Câmara Sergio Cechin e os Corretores da Área Fábio, Lúcio e Luiz Carlos representando a Coohrreios.
 


No encontro foi solicitado apoio ao Projeto no Bairro Lorenzi, onde serão construindo 123 unidades habitacionais casas, para os cooperados daquela cidade. Neta reunião  o presidente da Câmara prometeu ajudar a resolver as questões  relativas ao empreendimento do Minha Casa Minha Vida.

A baixo podemos ver o  local onde será construído as 123 unidades habitacionais.


Maquete das casa


Planta do Projeto Habitacional no Bairro Lorenzi



12/06/2015

A COOHRREIOS esteve em Eleição para a escolha de sua nova diretoria, que foi realizado no dia 11/06/2015, no Auditório Luiz Nabor Brufato. O início foi às 17h30min em primeira chamada, segunda às 18h30min e terceira e última chamada às 19h30.


Os cooperados assinavam a lista de presença no interior do auditório.


Antes de iniciar a Assembléia, o Coordenador da Coohrreios Sr. Paulo Machado adiantou alguns assuntos sobre os Projetos em andamento e principalmente o Projeto Baltazar que era de interesse de grande parte dos cooperados presentes.


Paulo Machado explicou a todos da Plenária, que foi encaminhado um documento ao Diretor do DEMHAB Everton Luis Gomes Braz, solicitando que dê uma atenção especial ao Projeto Baltazar. No sentido que libere a licitação e publicação no Diário Oficial para a contratação de empresas interessadas para iniciar o Projete que já tem 11 anos.


Na Plenária fora esclarecidos diversas dúvidas, e que o cooperado também seu papel importante para a cooperativa no processo de construção. E que não deixe tudo para a coohrreios, pois o sócio cooperado também é dono da cooperativa e que juntos podemos construir.


 O Presidente da Comissão Eleitoral Joaquim Aparecido da Silva, deu inicio a votação e coordenou o processo de votação no auditório.


O Presidente da Comissão Eleitoral Joaquim Aparecido da Silva, deu por encerrada a eleição de quinta-feira dia 11, que apurou os seguintes candidatos nomeado para os respectivos cargos:

Coordenador Administrativo:
 
 Paulo Renato Machado  da Silva;

-Secretário Geral:

 Angélica Celeste Mirinhã

 -Tesoureiro:

 Cristiane Terres Silveira Bilher

 -Conselheiro de Administração Titulares:

  Luiz Carlos M. Vargas,

  Alcindo da Silva Pádia

 -Conselheiro de Administração Suplentes:

 Carlos Henrique Santos da Silveira,

 João Carlos Agostinho Prudêncio

-Conselheiro Fiscal Titulares:

Luis Carlos Girão Danda

 Angélica Nunes

 Jessica Galvão da Silva

 Conselheiro Fiscal Suplentes:

Marco Aurélio Ramos

Mariangela Bueno

Dourival Souza de Oliveira

 Encerrada a votação, os eleitos posaram para a foto


11/06/2015

                Cooperativa Habitacional dos Empregados da

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos –COOHRREIOS/BR

             CNPJ: 06.877.014/0001-74   E  NIRE: 43400090258
                                                      

                        EDITAL DE CONVOCAÇÃO

                                N° 0002/2015

                  ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA

 O Conselho de Administração da COOHRREIOS/BR, usando das atribuições que lhe confere o Estatuto Social, convoca a todos os cooperados da Cooperativa a reunirem-se em Assembléia Geral Ordinária, a ser realizada, no dia 11 de Junho de 2015, no Auditório Luiz Nabor Brufato da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, na Rua Siqueira Campos, 1100/3° andar – Centro Histórico – Porto Alegre/RS, CEP 90010-001, às 17h30min em primeira convocação, com a presença de 2/3 (dois terços) dos cooperados associados, às 18h30min, em 2ª convocação, com presença mínima de metade e mais um dos cooperados, às 19h30min, em 3ª e última convocação, com a presença mínima de 20 (vinte) cooperados para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: a) Prestação de contas dos órgãos de administração acompanhada de parecer do Conselho Fiscal, compreendendo: Relatório da Gestão; Balanço Geral; Demonstrativo de sobras apuradas ou das perdas decorrentes da insuficiência das contribuições para cobertura das despesas da sociedade. b) Eleição dos componentes dos Órgãos de Administração, do Conselho Fiscal e de outros, quando for o caso; c) Quaisquer assuntos de interesse social.

 

                         Porto Alegre, RS, 06 de  Maio de 2015.

 

                            Paulo Renato Machado da Silva

                              Coordenador Administrativo

                                   COOHRREIOS/BR

 

03/06/2015

               Cooperativa Habitacional dos Empregados da

        Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – COOHRREIOS

               CNPJ: 06.877.014/0001-74 e NIRE: 43400090258

 A Cooperativa Habitacional dos Empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – COOHRREIOS, vêm comunicar aos sócios(as),  através da comissão eleitoral, conforme o Estatuto desta Entidade e Artigo 97 do Regimento Interno, a divulgação dos sócios candidatos inscritos para a Diretoria, Gestão 2015/2018, que se realizará em Assembléia Ordinária, no dia 11 de junho de 2015, no Auditório Luiz Nabor Brufato da  Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, na Rua Siqueira Campos, 1100/3º andar – Centro Histórico – Porto Alegre/RS, Cep 90010-001, seguem abaixo os inscritos com seus respectivos cargos:

Coordenador Administrativo: Paulo Renato Machado  da Silva;

Secretário Geral: Angélica Celeste Mirinhã e  Vitor Jossias Silva da Silva;

Tesoureiro: Cristiane Terres Silveira Bilher;

Conselheiro de Administração: Alcindo da Silva Padia, Carlos Henrique Santos da Silveira, João Carlos Agostinho Prudêncio, Luiz Carlos M. Vargas;

Conselheiro Fiscal: Dourival Souza de Oliveira, Jessica Galvão da Silva, Luis Carlos Girão Danda, Marco Aurélio Ramos.

 
                               Porto Alegre, 02 de Junho de 2015.

 

                                  Joaquim Aparecido da Silva

                                 Presidente Comissão Eleitoral

                                                                      

 

30/04/2015

Comissão Eleitoral de 2015 da coohrreios.



Conselho de Administração

Cor. Com. 039/2015 CA/RS   Porto Alegre/RS, 23 de  Abril de 2015.

                                                               

                          Prezados Associados(as): 

 
                         A Cooperativa Habitacional dos Empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – COOHRREIOS, vêm comunicar aos sócios(as), que estão abertas as inscrições para o Pleito Eleitoral desta Cooperativa, que se encerrará no dia 27 de Maio de 2015. O Pleito realizar-se-á em data e local estabelecido pela Convocação da Assembleia Geral Ordinária.

Os cargos são:

- Coordenador Administrativo;

- Secretário Geral;

- Tesoureiro;

- Conselheiro de Administração Titular I;

- Conselheiro de Administração Titular II;

- Suplente do Conselho de Administração I;

- Suplente do Conselho de Administração II;

- Conselheiro Fiscal Titular I;

- Conselheiro Fiscal Titular II;

- Conselheiro Fiscal Titular III;

- Suplente de Conselheiro Fiscal I;

- Suplente de Conselheiro Fiscal II;

- Suplente de Conselheiro Fiscal III;

Ocuparão os cargos as pessoas com maior número de votos abertos.

Os candidatos ao Conselho de Administração não poderão estar no SPC ou SERASA.

Os  interessados em concorrer aos cargos deverão se dirigir a Comissão Eleitoral NA SEDE Cooperativa Habitacional, sito à Rua General Câmara, 52 sala 501 no 5º andar, no horário das 9:00hs às 12:30 hs turno manhã e no turno tarde 14:00hs às 17:30hs, segunda-feira à sexta-feira, para preencherem a sua ficha de inscrição na qual deverá constar o cargo desejado, obedecendo o  Estatuto desta Entidade.

O Estatuto encontra-se no site da COOHRREIOS (www.cohrreiosrs.com.br).

Conforme Artigo 97 do Regimento Interno, são requisitos para se candidatar a qualquer cargo de Diretoria Fiscal da Cooperativa:

a)     Estar rigorosamente em dia com as obrigações assumidas junto à Cooperativa.

b)    Ter participação pelo menos de 1/3(um terço) das Assembleias Gerais realizadas nos últimos 12 (doze) meses, contados da data final para inscrição de candidatura.

c)     Sendo sócio a menos de 12 (doze) meses, calcula-se a participação pela proporcionalidade das presenças.

d)    Cada candidato deverá proceder a sua inscrição pessoalmente, a 01(um) cargo apenas.

 


                                                                             Joaquim Aparecido da Silva

                                                                            Presidente Comissão Eleitoral        

17/04/2015

Assembleia Geral Extraordinária

O Conselho de Administração da COOHRREIOS, usando de suas atribuições que lhe confere o Estatuto Social, convocou a todos os Cooperados da Cooperativa , que reuniu-se em Assembleia no dia 14/04/2015, no Auditório Luiz Nabor Brufato da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, na Rua Siqueira Campos, 1100/3º andar Centro de Porto Alegre.

O Coordenador Administrativo Sr. Paulo Machado, conduziu a assembleia, propondo aos cooperados a deliberação das seguintes ordens:

a) Alteração Estatutária no artigo 1º Línea A, artigo 11, artigo 32 parágrafo 1º, artigo 33 parágrafo único;

b) Abertura do processo Eleitoral para o Conselho de Administração e Fiscal e a escolha dos mesmos:

c) Prazos para inscrições de sócios interessados no pleito eleitoral e assuntos gerais.
c) Prazos

Coordenador Paulo Renato Machado da Silva


Sócios cooperados


Comissão Eleitoral


Comissão Eleitoral Titular

Silvana Cardozo Kubiaki, Supervisora Administrativa da Coohrreios, Cristiane Vasconcelos Seixas, Assistente Administrativa da Coohrreios, Joaquim da Silva.

Suplentes

Elizia Rodrigues, Carlos Roberto Bezerra Teixeira, Diógenes Atiense, Assistente Administrativo da Coohrreios.

14/04/2015

Hoje, Assembleia Geral Extraordinária. 


ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA Alteração estatutária no artigo 1 Línea A: O Conselho de Administração da COOHRREIOS/RS, usando das atribuições que lhe confere o Estatuto Social, convoca a todos os cooperados da Cooperativa a reunirem-se em Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada, no dia 14 de abril de 2015, no Auditório Luiz Nabor Brufato da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, na Rua Siqueira Campos, 1100/3° andar – Centro Histórico – Porto Alegre/RS, CEP 90010-001, às 17h30min em primeira convocação, com a presença de 2/3 (dois terços) dos cooperados associados, às 18h30min, em 2ª convocação, com presença mínima de metade e mais um dos cooperados, às 19h30min, em 3ª e última convocação, com a presença mínima de 20 (vinte) cooperados para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia:

a) Artigo 1° -

a) Sede, Foro e Administração na Rua Siqueira Campos, 1184 Sala 05, 1º andar , Bairro Centro do Município de Porto Alegre, Estado do Rio Grande do Sul, Cep 90010-001; Artigo 11: Artigo 11 –

§1º - A convocação será feita pelo Coordenador Administrativo, e/ou por 3 (três) membros do Conselho de Administração, e/ou pelo Conselho Fiscal, ou após solicitação não atendida, por 1/5 (um quinto) dos associados em pleno gozo dos seus direitos.Artigo 32 parágrafo 1º: Artigo
 
   §1°  - A unidade de divisão do capital é a quota-parte, cujo valor é de 225,00 (duzentos e vinte e cinco reais) cada quota-parte. 32Artigo 33 parágrafo único: Artigo

Parágrafo único - O associado deverá integralizar sua participação correspondente ao tempo de quitação total do seu imóvel adquirido, contribuindo mensalmente com a taxa administrativa de R$ 13,00 (Treze Reais) durante o tempo de pagamento até a quitação do imóvel acessado via COOHRREIOS RS. 33 

b) Abertura dos processos Eleitorais para o Conselho de Administração e Fiscal; c) Prazos para inscrições de sócios interessados no pleito eleitoral; d) Escolha da Comissão Eleitoral para as Eleições dos Conselhos de Administração e Fiscal; e) Assuntos gerais de interesse de todos. – Cada associado deve subscrever uma quota-parte em moeda corrente nacional, atualmente no valor de R$ 225,00 (duzentos e vinte e cinco reais) cada, podendo ser integralizadas mensalmente, durante quinze parcelas no valor de R$ 15,00 (quinze reais) cada, em caráter de poupança, a partir de seu ingresso. – O capital indeterminado, ilimitado quanto ao máximo e variável de acordo com o número de sócios de quotas-partes, não poderá ser inferior a R$ 300,00 (trezentos reais). Não havendo, no horário estabelecido, quórum de instalação, as assembleias poderão ser realizadas em segunda ou terceira convocação, desde que assim permita o estatuto e conste no respectivo edital, quando então será observado o intervalo mínimo de 1 (uma) minutos entre a realização por uma ou por outra convocação. Sob a denominação Cooperativa Habitacional dos Empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos do Estado do Rio Grande do Sul Ltda, e com a sigla COOHRREIOS RS, fundada em 22 de Maio de 2004, esta Cooperativa, constituída sob a forma de Sociedade Civil de responsabilidade limitada, sem fins lucrativos, reger-se-á pelas disposições do presente Estatuto e pelas Leis e Regulamentos vigentes, tendo: Porto Alegre, RS, 01 de Abril de 2015.

 
                                  Paulo Renato Machado da Silva

                                     Coordenador Administrativo

                                                COOHRREIOS

02/04/2015


EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 0001/2015, publicado no Jornal do Comércio, no dia 01/04/2015 o seguinte comunicado.

               ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

dia 14/04/2015, no auditório Luiz Nabor Brufato da Empresa Brasileira de Telegrafo, sito a Rua Siqueira Campos, 110 3º andar - Centro Histórico de Porto Alegre/RS, às 17h30min em primeira convocação, com a presença de 2/3 (dois terços) dos cooperados associados, às 18h30min, em 2ª convocação, com presença mínima de metade e mais um dos cooperados, às 19h30min, em 3ª e última convocação, com a presença mínima de 20 (vinte) cooperados
para deliberarem sobre a seguinte ordem do dia: a) Alteração estatutária no artigo 1 Línea A, artigo 11,
artigo 32 parágrafo 1º, artigo 33 parágrafo único; b) Abertura dos processos Eleitorais para o Conselho
de Administração e Fiscal; c) Prazos para inscrições de sócios interessados no pleito eleitoral; d) Escolha da Comissão Eleitoral para as Eleições dos Conselhos de Administração e Fiscal; e) Assuntos gerais de interesse de todos. Porto Alegre, RS, 01 de Abril de 2015.


                 Paulo Renato Machado da Silva
                  Coordenador Administrativo
                      COOHRREIOS/RS

11/03/2015

A coohrreios acompanhou junto com seus cooperados da cidade de Nova Hartz, todo o processo de reintegração de sete casas no loteamento Ipê Amarelo. Conforme o Sr. Paulo Machado," a Coohrreios é parceiro dos cooperados até a quitação do imóvel com a Caixa Econômica Federal, durante 10 anos. Os contemplados tem que ocupar suas casas para que isso não ocorra de alguém invadir."











24/02/2015

Nova fase do Minha Casa Minha Vida terá 3 milhões de moradias

Afirmação foi dada pela nova presidenta da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, que também prometeu manter o papel do banco na promoção de políticas públicas

A nova presidenta da Caixa Econômica Federal, Miriam Belchior, tomou posse nessa segunda-feira (23), em Brasília. Em seu discurso, ela afirmou que o banco vai construir três milhões de novas moradias na nova fase do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV).

Segundo Miriam, a Caixa deverá se desdobrar ainda mais na sua tarefa de parceira estratégica do governo brasileiro. "Será necessário trabalhar arduamente para alcançarmos a meta de contratação de mais três milhões de novas moradias no MCMV, estabelecida pela presidenta Dilma Rousseff. Essas contratações se somarão a dois milhões de moradias já entregues e a 1,750 milhão que ainda estão em construção".

Ao assinar o termo de posse, Belchior se comprometeu a manter a posição alcançada pelo banco ao final de 2014. Atualmente, a Caixa Econômica Federal lidera o segmento de financiamento imobiliário e, após expandir sua área de atuação, viu a sua participação triplicar para 20% no mercado de crédito brasileiro e se consolidou como um dos três maiores bancos do país em ativos.

"Minha missão na CAIXA é ter uma agenda de sustentação no patamar que a Caixa chegou até este momento e melhorar ainda mais o seu desempenho, em especial o serviço prestado aos seus milhões de correntistas", afirmou a presidenta, na cerimônia realizada no Teatro da CAIXA Cultural em Brasília (DF).

Miriam Belchior disse ainda que sua pauta na instituição terá como objetivo cumprir sua missão institucional, de ser um banco agente do desenvolvimento econômico e social.

"Assumo o compromisso de manter uma instituição que garante a milhares de brasileiros o direito a ter direitos. Para isso, a Caixa seguirá reafirmando a cada dia a compatibilidade entre sua atuação social e de mercado", disse Belchior.

http://www.brasil.gov.br/

23/02/2015

Santa Maria

Reunião realizada na Câmara Municipal de Santa Maria no dia 05\02\2015, com o Presidente da Câmara Sergio Cechin e os Corretores da área Fabio, Lúcio e Luiz Carlos representando a Coohrreios, pedimos o apoio ao Projeto no Bairro Lorenzi onde estaremos construindo 123 casas para os cooperados de S.Maria. A reunião foi bastante proveitosa onde o presidente da Câmara prometeu nos ajudar a resolver as questões burocráticas das casas. Nos próximos dias estaremos apresentando aos técnicos da Prefeitura para analise.



28/01/2015

Santa Maria

Plenária

No dia 29 novembro de 2014, no Clube Comercial às 15:00, a Coohrreios /SM, esteve realizou uma plenária aos cooperados, com a presença do Coordenador Administrativo Paulo Machado e Luiz Carlos Coordenador Regional, onde na presença dos representantes dos proprietários de áreas dos projetos, onde foi esclarecidos aos cooperados em que fase se encontra os projetos.

Projeto 01 > Bairro Lorenzi representante da área Fabio e Lúcio, este projeto encontra-se na prefeitura para sua autorização, onde poderá ser construida 133 casas .

Projeto 02 > Br 392 faixa de São Sepé representado por Cezar Saccol área de 17 mil hectares, onde  a prefeitura deva transformar em área urbana para viabilizar o projeto para ser construídas 1055 moradia de casas  e apartamentos. Temos insistentemente buscado junto ao poder público a liberação destes projetos para atender a demanda dos cooperados que acreditam em nosso trabalho.  E com os esclarecimentos que foram feitos na plenária ficamos no compromisso de atender a comunidade de Santa Maria que espera com muita ansiedade a sua casa própria para viver com mais conforto.







16/01/2015

Viamão Loteamento Eldorado

No dia 14/01, a COOHRREIOS reuniu-se em Assembleia Geral,com o Coordenador Administrativo Paulo Machado, Técnico Social Sérgio Magnan, representante da Ong Guayi, Pedro Orlando, agente comunitário do Projeto de Viamão, Sérgio responsável pelos reparos do Projeto, e a equipe de de Comissão da Obra com Silvana Kubiaki e Roli, na Escola Setembrina com os cooperados do Projeto Habitacional Loteamento Eldorado, em Viamão. Na pauta estavam a apresentação e aplicação do questionário de satisfação em relação aos imóveis.


A assembleia teve início às 19h30


Paulo Machado falou da importância da pesquisa para melhoria dos projetos futuros. Lembrou também que os cooperados não poderão construir no momento os referidos "puxadinhos" antes de receberem seus habite-se, pois, pode implicar na emissão dos mesmos pela Prefeitura. Colocou a COOHRREIOS a inteira disposição de seus cooperados para dúvidas, reclamações e soluções dentro do Projeto do Minha Casa Minha Vida.


Os cooperados trouxeram diversos casos do cotidiano, que foi respondido pelo responsável da obra do Projeto, Sr. Sérgio que agendou uma visita em suas residências. O Coordenador Paulo Machado salientou entre outros assuntos, para não ligar o esgoto cloacal ao fluvial, pois este tipo de ligação se caracteriza crime ambiental.


 Antes de ir a votação, a instalação ou não dos tanques nas casas do loteamento, foi comunicado que no dia 22 de maio haverá eleição para nova diretoria da COOHRREIOS, e todos devem participar. Por fim, foi aberta a votação da colocação dos tanques ou não. Dos 34 presentes 33 cooperados votaram a não colocação, apenas um cooperado foi a favor, conforme Paulo Machado todos foram convocados para a reunião e, portanto os presentes respondem pelos ausentes. E conforme a maioria 33 votou pela não não colocação dos tanques.


09/01/2015

ENTREGA DE CARNÊS

Alvorada-RS

Loteamento Porto Verde l






Viamão-RS / Loteamento Jardim Eldorado

Dia 03 de Janeiro 2015, a cooperada e colaboradora da COOHRREIOS, Silvana Kubiaki, esteve no loteamento Jardim Eldorado na ERS 040 KM18, para a entrega dos carnes de 2015.

além de tirar fotos, Silvana faz seus relatos sobre o loteamento. Acompanhem!" lindo de mais, meu paraíso junto a natureza o sossego ao canto dos pássaros, uma conquista do meu esforço e trabalho, que 2015 eu conquiste mais conhecimento pois estes anos que estou na UFRGS em Administração Pública e Social estão sendo uma transformação de pensamentos, conhecimentos e a troca de experiências não tem preço, só quero continuar tendo saúde suficiente para que nesta minha trajetória eu possa por onde passar deixar coisas boas, plantar sementes do bem e deixar as sementes brotarem para gerações futuras esse é o meu maior desejo e que as pessoas em minha volta possam ser felizes."




01/01/2015

Foto da posse da Presidenta Dilma Rousseff e sua equipe para o segundo Mandato, e anuncia lema do novo governo: “Brasil, Pátria Educadora”

Dilma afirmou que a frase sintetiza a educação como prioridade de seu governo para os próximos quatro anos, além de formar o cidadão com compromissos éticos e sentimentos republicanos.

 “Ao bradarmos ‘Brasil, pátria educadora’ estamos dizendo que a educação será a prioridade das prioridades, mas também que devemos buscar, em todas as ações do governo, um sentido formador, uma prática cidadã, um compromisso de ética e sentimento republicano”, enfatizou a presidenta".


FELIZ NATAL A TODOS E QUE O ANO DE 2015, SEJA DE MUITA PROSPERIDADE. BOAS FESTAS!

22/12/2014


A cooperativa Habitacional dos Empregados dos Correios ( Coohrreios), informa seus Cooperados que entrará em recesso, a partir do dia 24/12 retornando as atividades dia 05/01/2015. Portanto não haverá expediente neste período.

Desde já, deseja um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.


A Coohrreios, deseja a seus cooperados e familiares, um Feliz Natal e um ano 2015 de muita prosperidade. E que juntos consigamos realizar todos os projetos e o sonho de cada cooperado, que é a casa própria. Boas Festa!

Alvorada


Representando a Coohrreios o Coordenador Administrativo Paulo Machado e Dourival. Pela Ong Guahy Sr. Pedro Orlando (Pedrinho). Os assunto tratados no momento foi o Habite-se do Porto Verde ll, a disponibilidade de área por parte do Município para atender mais de 700 Famílias Cadastradas na Cooperativa no Projeto Minha Casa Minha FDS. As tratativas seguem para outra pauta.



Qualquer outros informes, a coohrreios estará repassando a seus cooperados.



17/12/2014


PROJETO BALTAZAR

Projeto habitacional Baltazar ficará para 2015 a edição do edital de chamamento público para as construtoras civis se habilitarem para construírem 980 apartamentos para famílias ecetistas e de outras categorias parceiras do município de Porto Alegre e Metropolitano.

15/12/2014



Minha Casa Minha Vida

Beneficiários do MCMV atribuem nota 8,77 aos imóveis do programa

Os beneficiários do Minha Casa, Minha Vida (MCMV) atribuíram nota 8,77, numa escala de zero a dez, na avaliação do grau de satisfação com os imóveis do programa. O resultado foi divulgado no livro "Pesquisa de Satisfação dos Beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida", lançado sexta-feira dia (12/12) pelo ministro das Cidades, Gilberto Occhi, em Brasília. "Esse resultado nos dá a certeza de que estamos no caminho certo", afirmou o ministro.

A pesquisa, da Secretaria Nacional de Habitação do Ministério das Cidades em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), é resultado das entrevistas presenciais com 7.252 famílias que moram em 245.205 unidades habitacionais de 254 empreendimentos localizados em várias regiões do país.

Os empreendimentos pesquisados são da primeira fase do programa MCMV (2009-2010), com unidades entregues até dezembro de 2012. Os entrevistados atribuíram nota 8,62 para o aumento do bem estar, 7,81 para inserção urbana, 8,20 sobre o entorno da moradia, 8,62 para unidade habitacional e 9,44 sem intenção de mudar do imóvel.

O ministro Gilberto Occhi disse que alguns problemas apontados na pesquisa já foram corrigidos na segunda fase do programa. "Nós já melhoramos as condições de contratação, exigimos melhor inserção não apenas na área da saúde, como de coleta de lixo, área de lazer e transporte público". Segundo ele, na terceira fase do MCMV, em estudo no Governo Federal, estão em avaliação outras demandas como a qualidade do imóvel e o trabalho social realizado após a instalação das famílias nas unidades habitacionais.

Para o ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE), Marcelo Cortes Neri, a pesquisa analisa a visão do programa MCMV do ponto de vista dos beneficiários. "Uma pesquisa como essa nos ajuda a ver quais são os detalhes, desde condições de temperatura do imóvel, a vizinhança e a oferta de serviços públicos", explicou Neri.

No livro, os pesquisadores fazem uma avaliação do contexto da politica nacional de habitação e da pesquisa. Também traçaram um perfil dos entrevistados e das famílias com o detalhamento da percepção dos atributos das moradias, aumento do bem estar, acesso a serviços públicos e sustentabilidade das famílias entre outros.

O evento aconteceu no auditório do Ministério das Cidades e contou com a presença da secretária Nacional de Habitação do Ministério das Cidades, Inês Magalhães, a diretora de Desenvolvimento Institucional e Cooperação Técnica da Secretaria Nacional de Habitação, Junia Santa Rosa, o presidente do Ipea, Sergei Soares. Também estiveram no evento o presidente da Confederação Nacional dos Serviços (CNS), Luigi Nesse, e o senador Geraldo Magela (PT-DF).

Assessoria de Comunicação Social

Ministério das Cidades

12/12/2014

11º Balanço do PAC 2: Minha Casa Minha Vida cumpriu 98,8% da meta de contratação

O programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV já cumpriu 98,8%da meta de contratação de unidades habitacionais com 3,7 milhões de moradias contratadas e 1,87 milhões de unidades entregues no país. O resultado é do 11º Balanço da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), anunciados nesta quinta-feira (11/12) pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

O programa concluiu empreendimentos no valor de R$ 449,7 bilhões, beneficiando cerca de sete milhões de pessoas. "Alcançaremos 100% da meta agora em dezembro, com a contração de 3,75 milhões de casas", afirmou a ministra do Planejamento, Miriam Belchior.

Segundo dados do balanço, o programa entregou na região Nordeste 483 mil unidades habitacionais. No Sul do país foram 429,6 mil. A região Sudeste recebeu 637,6 mil moradias, o Centro-Oeste 221,9 mil imóveis e o Norte 85,5 mil.

No eixo Urbanização de Assentamentos Precários, o PAC 2 contratou 415 empreendimentos com investimento de R$ 12,7 bilhões para beneficiar 575 mil famílias, em 337 municípios. Nesse período (2011-2014) 487 obras foram concluídas e 1.381 estão em andamento.

No eixo Saneamento foram concluídos 1.600 empreendimentos, incluindo esgotamento sanitário e saneamento integrado, além de 86 empreendimentos de drenagem, 27 de contenção de encostas e 46 de pavimentação. Nessa área, 76% dos empreendimentos foram contratados com investimento de R$ 26,1 bilhões. Desse total, 1.518 obras foram concluídas e 3.667 estão em andamento.

Na área de mobilidade urbana dezessete obras foram concluídas em outubro e quatorze estão em fase final de obras, totalizando 31 obras no setor. Para pavimentação e qualificação de vias foram destinados R$ 11,4 bilhões em investimentos para obras em 1.413 municípios, dos quais R$ 7,5 bilhões já estão contratados e 39% já em execução.

O 11º Balanço do PAC 2 mostrou que o a segunda etapa do programa superou a primeira em 72%. De acordo com o balanço a execução do PAC 2 é de 96,5% do previsto para o período de 2011-2014, com execução de R$ 1,066 trilhão até 31 de dezembro de 2014.

A ministra Mirian Belchior explicou que o objetivo do balanço é dar transparência a sociedade brasileira sobre o resultado das obras a serem realizadas e o resultado que o Governo Federal pretende alcançar. "Este é um balanço de final de ciclo e o PAC mantem os investimentos que protegem o Brasil de uma crise internacional", afirmou.

O balanço divulgou dados dos seis eixos de atuação do PAC: Transporte, Energia, Cidade Melhor, Comunidade Cidadã, Minha Casa, Minha Vida e Água e Luz para Todos. O Ministério das Cidades possui investimentos em saneamento, mobilidade urbana e contenção de encostas, incluídos no Eixo Cidade Melhor.

Ministério das Cidades e IPEA lançam livro sobre satisfação dos beneficiários do programa Minha Casa Minha Vida

O ministro das Cidades, Gilberto Occhi, lançará nesta sexta-feira (12/12) o livro "Pesquisa de Satisfação dos Beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida". O livro é uma parceria entre a Secretaria Nacional de Habitação do Ministério das Cidades e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O evento acontecerá no auditório do Ministério das Cidades e contará com a presença de autoridades do órgão e do IPEA.

A publicação é o resultado de uma pesquisa realizada junto aos beneficiados pelo programa MCMV e busca captar a opinião das famílias com relação ao desempenho da unidade habitacional, ao entorno da moradia, à inserção urbana, e às mudanças em termos de custo de vida.

Serviço

Assunto: Ministério das Cidades e IPEA lançam livro sobre satisfação dos beneficiários do programa Minha Casa Minha Vida

Data: Sexta-feira (12/12)

Horário:9h30

Local: Ministério das Cidades – Setor de Autarquias Sul, Quadra 01, Lote 01/06, Bloco H, Ed. Telemundi II – Brasília/DF.

Assessoria de Comunicação Social
Ministério das Cidades

Palestra com Presidente Wagner Pinheiro e o Diretor Jair Batista Antunes dos Correios no Rio Grande do Sul.




Confraternização entre os colaboradores da Coohrreios, realizado na Sede da ARCO. A coohrreios deseja a todos seus colaboradores e extensivos a seus familiares, um feliz Natal e um Próspero ano novo de muitas realizações.



Sede da ARCO

, EM pORTO

09/12/2014


A cooperativa Habitacional dos Empregados dos Correios - COOHRREIOS - informa seus Cooperados que entrará em recesso, a partir do dia 24/12 retornando as atividades dia 05/01/2015. Portanto não haverá expediente neste período.

Desde já, desejamos um Feliz Natal e um Próspero Ano


05/12/2014

Hoje recebemos a visita do Max Coordenador dos Projetos Habitacionais de Barreiras do Estado da Bahia. Loteamento Cidade Nova, fase 4 faixa salarial l pelo Fundo de Desenvolvimento Social. Em parceria com ASSUNI - Associação Solidária Unidas.


05/12/2014


A Cooperativa Habitacional dos Empregados dos Correios ( Coohrreios), informa seus Cooperados que entrará em recesso, a partir do dia 24/12 retornando dia 05/01/2015. Portanto não haverá expediente neste período. Desde já, deseja à todos um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.

03/12/2014

Recebemos na Coohrreios  no final de tarde de ontem, a visita dos representantes da SICREDI, para tratar de assuntos relevantes sobre cooperativismo de crédito.


02/12/2014

O Projeto Correios Negros - encerou na sexta-feira, (28), as atividades do mês da Consciência Negra, que aconteceu na sede dos Correios da Siqueira Campos. 
Nesta quinta edição o tema abordado foi a importância histórica dos correios na inserção da população negra no mercado de trabalho. A sra. Regina Gerente Financeiro, representou a coohrreios e fez a entrega de placas para um dos homenageados. Representando a coohrreios, estavam Regina, Cristiane, Silvana e Marco Ramos.






28/11/2014

Paverama


27/11/2014

Pelotas

A Coohrreios se faz presente em Pelotas, na GIDUR Caixa e engenharia, com o Coordenador Administrativo Paulo Machado e Girão Coordenador Regional de Projetos Habitacionais, para ajustes finais do projeto XXV JULHO.




26/11/20141

Em breve! Projeto de Construção das 32 unidades e 32 Aptos, na cidade de Caxias do Sul. Terreno doado pelo Patrimônio da União. No momento estamos aguardando documentos de desmembramento, junto ao Cartório de Registro de imóveis de Caxias do Sul. Aguardem!








20/11/2014

Porto Verde II

A Coohrreios realizou mais um sonho da casa própria.

Recebemos a visita da Cooperada Karina Rodrigues Barbosa de número 052, do projeto Porto Verde II, que recebeu das mãos do Coordenado Administrativo da Coohrreios o habite-se. Documento que lhe dá o direito de moradia para morar.



Parabéns Karina Rodrigues Barbosa por acreditar no projeto Minha Casa Minha Vida.



14/1/2014

Último trabalho Técnico Social de Nova Hartz foi entregue na Caixa Econômica Federal.


11/11/2014

Hoje no início da tarde, recebemos a visita do Presidente do PT Ary Vanazzi na Coohrreios




11/11/2014

A coohrreios esteve presente na apresentação do Projeto Correios Negros, que está na sua 8ª edição com o Coordenador Administrativo Paulo Machado e Marco Aurélio do setor administrativo.

A edição marca a abertura do mês da Consciência Negra na Regional. O evento trouxe o tema “A importância dos Correios na inserção da população negra no mercado do trabalho”. O evento teve inicio às 18h, no auditório do CCE, Sertório 4222.  Para-queda encerrou o evento com um repertório de sua autoria, que empolgou o público.



Encerramento Mestre Para-quedas


PELOTAS

O Coordenador Regional de Projetos Habitacionais, Sr. Girão exibe o Registro mais aguardado do Loteamento XXV Julho, que foi retirado do Cartório de Registro de Imóveis



PELOTAS

04/11/2014

O Coordenador Paulo Machado da Coohrreios, em companhia de técnicos e Advogados, estão na cidade de Pelotas em reunião com os proprietários de áreas. Para mais uma proposta do projeto II, do Programa Minha Casa Minha Vida. Neste diálogo está acertado a construção de 260 casas, para a faixa l que vai de um salário à três



CAXIAS DO SUL

No dia 29/10/2014, a Coohrreios esteve em Assembléia Geral com seus cooperados, para apresentação do Projeto Caxias. Cujo endereço fica na rua Amâncio Pereira dos Santos no bairro São Vitor. Nesta primeira etapa os projetos são para 32 casas para a faixa salarial l, que atende até três salários mínimos. E na segunda etapa 32 apartamentos para a faixa salarial ll, a partir de três salários.

04/11/2014


Da esquerda à direita Luiz Cesar, Silvana Kubiaki do administrativo, Coordenador Paulo Machado e a Técnica Social Luciane





03/11/2014

SALTO DO JACUI

A Coohrreios esteve na Cidade de Salto do Jacuí, para cadastramento no Projeto faixa dois com os cooperados. Presente estavam o Coordenador Paulo Machado, parte do Administrativo para prestar atendimento. A técnica Social Sra. Andréia e o Prefeito Nico.






31/10/2014

CHARQUEADAS

Plenária em Charqueadas com os cooperados da Cooperativa Habitacional Coohrreios. Serão 121 terrenos para os funcionários da Prefeitura e Correios




Fotos: Paulo Machado

NOVA HARTZ

28/10/2014

O Coordenador Administrativo da COOHRREIOS Paulo Machado, esteve na Cidade de Nova Hartz com sua equipe administrativa no dia 24/10/2014.  Para a entrega do Habite-se e a escritura para seus cooperados.

É possível ver em vídeo o deslocamento até o Loteamento e todas as casas concluídas. Click no link: http://youtu.be/v7o3sGDwhys



A Técnica Social Andréia, coordenou a plenária antes da entrega da documentação. Sanou dúvidas e orientou-os sobre os procedimentos em relação as suas moradias.



Os cooperados responderam a um questionário para serem entregues referente a moradia.


Paulo Machado mostra-se satisfeito e realizado assim como os cooperados, na espera de receberem a documentação que lhe dão o direito real de sua moradia. Foram entregues 213 Habite-se e Escrituração dos lotes 01 ao 12.



Fotos: Marco Ramos

Acesse o link abaixo e veja as orientações do Coordenador Paulo Machado

http://youtu.be/XLZcyR3AFNY


Em charqueadas já existe uma lista de espera para o Projeto de faixa 2 do Minha
Casa Minha Vida no loteamento Campos Vedes para 121 unidades. A partir R$ 10601,00 até 4300,00. Maiores informações na Prefeitura de Charqueadas - secretaria,  pelos fones (51) 32237686 ou ( 51) 32271054 Sede dos Coohrreio.


ELEIÇÕES 2014

27 /10/2014

A COOHRREIOS parabeniza a Presidente Dilma pela sua reeleição!




ALVORADA

24/10/2014

Ontem a Coohrreios esteve em reunião na Câmara Municipal de Vereadores de Alvorada. Com o Coordenador Administrativo Paulo Machado e o Presidente da Federação Nacional das Entidades Habitacionais dos Trabalhadores dos Correios (FENAHTECT) Pedro Binotte, e cooperados interessados no Faixa 2 do Programa Minha Minha Vida Associativo em Alvorada.







Fotos: Paulo Machado

CAXIAS DO SUL

20/10/2014

Publicado na Folha de Caxias  sexta, sábado e domingo dias 17,18,19 10  2014

convocação para todos cooperados da COOHRREIOS, para a Assembléia dia 29 de outubro no Anfitatro da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, na Rua Alfredo Chaves, nº 1333 bairro centro. A partir das 18h em primeira convocação.


PELOTAS

 O Registro de imóveis da cidade de Pelotas, publicou noa em jornal de grande circulação referente ao Loteamento XXV Julho da Cooperativa Habitacional Coohrreios.  Assim, graças ao Governo Federal, os empregados dos Correios, familiares e parcela da sociedade serão contemplados.


INFORMATIVO


08 outubro de 2014

Feirão da Caixa 2015 – expectativas e inscrições

Expectativas para o Feirão da Caixa 2015.
Comprar a casa própria é o sonho de grande parte da população brasileira e uma das melhores oportunidades para realizar esse desejo é o Feirão da Caixa Econômica Federal que reúne construtoras, imobiliárias e parceiros, com descontos e taxas exclusivas para os clientes. No Feirão é possível encontrar lançamentos, imóveis novos, usados e em construção com ofertas especiais de compra e venda. Fique atento a data de divulgação do Feirão da Caixa 2015 em sua cidade.
Expectativas para o Feirão da Caixa 2015
Muitas pessoas esperam pelo evento que oferece em um só local grandes vantagens para a compra do imóvel e uma condição de financiamento imperdível. Todo ano a CEF realiza o evento nas principais capitais, geralmente, acontece em maio ou julho. Na 10° edição, de 2014, foi possível fechar negócio com a primeira parcela do financimanto somente para janeiro de 2015. A oferta era válida para negócios com investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

O Feirão de 2014 recebeu mais de 434 mil visitantes em 13 cidades brasileiras, gerando R$ 15,6 bilhões com a compra e venda de imóveis, segundo informações divulgadas pela CEF. A expectativa é que a 11° edição supere os números da edição de 2104 e que o Banco oferece uma nova condição especial de financiamento. Normalmente, a Caixa realiza o feirão nas capitais dos principaisestados do Brasil. Em 2014, o evento foi realizado em São Paulo (SP), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), e Uberlândia (MG).
Imóveis do Feirão da Caixa 2015

É possível conferir os imóveis disponíveis no site da Caixa, na opção do Feirão. Os interessados podem fazer uma busca entre os imóveis para compra ou venda por Estado, com direito a simulação do crédito para conhecer as melhores opções para fechar o negócio. Localização, tipo de imóvel (casa, apartamento, conjunto comercial e terreno), tamanho (de 50 m² a 400 m² ou mais), quantidade de dormitórios ( 1 a 5 ou mais), situação ( novo, usado ou em construção) e quanto quer investir são informações solicitadas para achar a moradia dos sonhos. O resultado da busca traz todos os imóveis disponíveis conforme a busca solicitada.

Para também acessar os documentos necessários à compra dos imóveis, visualizar o crédito imobiliário disponivel e verificar a utilização do FGTS como recurso na negociação, basta acessar o mesmo endereço eletrônico.


Orçamento 2015 é aprovado pelo Conselho do OP

A Proposta de Orçamento para o próximo exercício foi aprovada na noite dessa terça-feira, 7, pelo Conselho do Orçamento Participativo. A reunião, ocorrida no auditório da Secretaria Municipal de Administração, teve a participação da secretária municipal de Planejamento Estratégico e Orçamento (SMPEO), Izabel Matte, e do secretário em exercício da Governança Local, Fernando Mello, com conselheiros das temáticas e regiões. 

A titular da SMPEO destacou que ao longo da última semana foram enviadas diversas informações para os conselheiros relativos à Lei Orçamentária Anual para uma avaliação detalhada das demandas incluídas no texto, conforme deliberado na reunião anterior, entre prefeitura e COP realizada no último dia 30. As equipes técnicas que atuam no planejamento orçamentário também estiveram à disposição dos representantes das comunidades para esclarecimento de dúvidas. “Fizemos um esforço no sentido de tornar o processo muito claro e transparente”, avaliou Izabel. 

Da reunião coordenada pelo conselheiro Andre Seixas também participaram o coordenador de Programação Orçamentária, Jorge André Carrion, o chefe de gabinete da Smpeo, Renê Machado de Souza, a gerente do programa Cidade da Participação, Lorecinda Ferreira Abrão, o analista orçamentário Marcelo Casado Scipioni, além do gestor de temática da SMGL, Máximo Júlio Alfonso, e do coordenador da Gerência de Democracia Participativa Local, Oscar Luiz Pellicioli. Todos participaram de rodadas dos Fóruns Regionais do OP realizadas nas últimas semanas. 

A Proposta Orçamentária prevê recursos para as demandas do PI 2014/2015 e resgata obras e serviços eleitos pela população em anos anteriores. Além disso, também contempla as estão em andamento e que necessitam de recursos financeiros, as atendidas em conjunto com outras demandas e valores residuais previstos. A peça orçamentária deve ser enviada pelo executivo à Câmara de Vereadores até o dia 15.

REUNIÃO

Próxima reunião: dia 7/out, 10h, no auditório do INCRA;

Nela faremos a inauguração do Comitê Gestor Pronatec RS;

Encaminharemos as propostas de novos cursos (não constantes na lista FIC);

Apresentaremos as demandas de cursos da Ecosol, movimentos e entidades sociais;

Informe dos GTs.

GTs:


Informar e convidar o público desta reunião (Matuela/Colacot e Marco/Guayí);

Convocação das entidades de Ecosol (Pâmela/Cáritas e André/Guayí);

Legislação e metodologia com o MEC (Carla Ribeiro/Pacto e Marco/Guayí);

Identificação de demandas;

Nota técnica (Pâmela/Cáritas, André/Guayí e Gustavo/MDA).

Na abertura o Sr. André, fez relatos da falta de representantes do governo à mesa como fora agendado. Foi observado devido ao período eleitoreiro, não foi possível a presença dos mesmos. Assim a pauta foi pulada. André comenta sobre os Institutos gestores do Pronatec na economia solidária. Propõem uma discussão sobre a economia solidária com um representante do Pronatec. Para a criação e construção deste forum. Nélcia, que representa o governo falou na sequencia da construção dos Institutos na criação da economia solidária. Segundo Nélcia o objetivo do Pronatec é a inserção no mercado de trabalho. A partir de novembro começam as inscrições para o curso do Pronatec. Esses cursos serão ministrados pelos Institutos Federais. Na fala seguinte o Sr. Pedrinho também comenta sobre a forma que são realizados os cursos e que devem ser avaliados na referente aos professores em termo de conhecimentos, assim revendo seus critérios. Era esperado na ocasião mais pessoas e portanto se resumiu em 10 (dez). ASSIM SEGUE A REUNIÃO DO PRONATEC NA PARTE DA MANHÃ E À TARDE SEGUE. 

Dia 01/10/2014, aconteceu mais uma reunião do Orçamento Participativo (HOCDUA), como acontece quinzenalmente. Rua Siqueira Campos, 1300, 14ª andar sala "C". A COOHRREIOS se fez presente com a Sra. Regina, gerente Administrativo Financeiro e o estagiário Marco Aurélio. Pauta do dia: 1) Preparatória para a temática dia 13/10/2014 2) Escolha da chapa para conselheiro. Na ocasião ficou definido para a escolha dos suplentes: Cláudio 1º titular, Emerson 2º titular, Salete 1ª suplente e Silvana 2ª suplente.






Fotos: Marco Ramos


Ministério das Cidades divulga resultado final do processo de habilitação de entidades

De acordo com o processo de habilitação de Entidades Organizadoras, instituído pela Portaria nº 247, de 06 de maio de 2014, e alterado pela Portaria nº 306, de 09 de junho de 2014, divulgamos o resultado final, após julgamento dos recursos, publicado nos termos da Portaria nº 599, de 24 de setembro de 2014. O prazo de validade da habilitação das Entidades Organizadoras é de 2 anos, a datar da publicação no Diário Oficial da União (26/09/2014, Seção 1, nº 186, p. 77-91).

Ressalta-se que, as Entidades Organizadoras habilitadas nos processos dos anos de 2012 e 2013 que pleitearam habilitação no processo neste ano e não foram habilitadas permanecem com a sua habilitação anterior vigente. As Entidades Organizadoras habilitadas neste exercício (2014) têm sua habilitação anterior (2012 e 2013) revogada.

VIAMÃO

DOMINGO 28/09/2014

 Reunião dos Cooperados do Loteamento Jardim Eldorado na
Parada 70 de Viamão Quadras 7 e 11.
Presente nesta reunião o Coordenador Administrativo Paulo Machado e Silvana Kubiaki do setor Administrativo.

 Pauta: Retomada das obras no empreendimento. Reta final.






Fotos Paulo Machado




Ministério das Cidades promove palestras sobre política de financiamento e subsídios de Habitação SocialA Secretaria Nacional de Habitação do Ministério das Cidades (MCidades) e o Cities Alliance, com o apoio da prefeitura de São Paulo, promovem nos dias 02 e 04 de setembro, duas palestras com a professora Christine Whitehead, - Professor in Housing, Department of Economics, London School of Economics, LSE/UK: “Política de Financiamento e Subsidio da Habitação Social na Europa”. O objetivo é proporcionar a troca de experiências sobre o tema política de financiamento e a habitação social.

O MCidades definiu o tema como parte do Projeto Diálogos Setoriais União Europeia - Brasil, iniciativa coordenada pela Delegação da União Europeia no Brasil (DELBRA), em conjunto com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). A parceria tem o objetivo de apoiar o intercâmbio de conhecimentos técnicos entre os países.

Por meio do projeto, a professora Whitehead foi convidada para ser a consultora responsável pela a análise e estudos sobre as políticas de habitação social na União Europeia, com base nos temas: políticas e mecanismos de financiamento de provisão de habitação social; e avaliação da efetividade e equidade destas políticas.

No próximo dia 02 de setembro, a primeira palestra acontecerá em São Paulo e contará com a participação do Consultor da Secretaria Nacional de Habitação do Ministério das Cidades, professor Fernando Garcia. Já no dia 04 de setembro, a segunda palestra acontecerá no auditório do Ministério das Cidades, em Brasília.


Ministério das Cidades participa de palestras sobre Habitação Social  

Data: 02 de Setembro de 2014 (terça-feira) 

Local:Auditório da Praça das Artes. Avenida São João 281- São Paulo (SP).

Horário: 14h às 18h.

Data: 04 de Setembro de 2014 (quinta-feira)

Local:Auditório Ministério das Cidades. Setor de Autarquias Sul, Quadra 01, Lote 01/06, Bloco "H", Edifício Telemundi II. Brasília (DF).

Horário: 9h30 às 13h30.Assessoria de Comunicação SocialMinistério das Cidades Ministério das Cidades divulga lista de entidades habilitadas e não habilitadas em 2014Conforme cronograma apresentado pela Portaria nº 306, de 09 de junho de 2014, o processo de habilitação de entidades está em fase de apresentação de recurso.
Clique aqui para saber se sua Entidade Organizadora foi habilitada , caso ela não esteja, consultar as restrições de regularidade institucional ou qualificação técnica.  Programa Aliança de Cidades lança edital do Fundo Catalítico para financiamento de projetos inovadores de desenvolvimento urbano sustentávelO Ministério das Cidades divulga chamada da Aliança de Cidades para a edição 2014 do Fundo Catalítico, que tem o objetivo de apoiar projetos inovadores com potencial de consolidar e promover o papel das cidades na redução da pobreza e no desenvolvimento urbano sustentável.
LEIA MAIS... Prorrogado prazo para acolhimento de propostas para obras habitacionais em municípios até 50 mil habitantesEstá prorrogado, até o dia 11 de junho, conforme estabelecido pela Portaria nº 181, de 14 de abril de 2014, o prazo para acolhimento de propostas de Governos Estaduais e Municipais para conclusão das obras habitacionais elencadas na Portaria nº 45, de 29 de janeiro de 2014.

09 Julho de 2012

Habitação autogestionária

Publicado em Produção acadêmica

  

Empreendimento Alvorada, Porto Alegre (RS)

Julia Wartchow

Em “A autogestão da produção habitacional como alternativa de acesso à moradia: a experiência da cooperativa dos correios na Região Metropolitana de Porto Alegre”, a pesquisadora Julia Wartchow aborda a produção de habitação de interesse social por autogestão. A dissertação está inserida na pesquisa “Formas de Provisão da Moradia”, do Observatório das Metrópoles, e é resultado de uma minuciosa pesquisa empírica sobre as estratégias legais de acesso a terra pelos movimentos sociais e o novo papel assumido por tais movimentos como “empreendedores sociais”.

O trabalho de Julia Wartchow foi defendido no dia 11 de junho de 2012, no Propur/UFRGS, sob a orientação do professor João Rovati.

A habitação de interesse social por autogestão é uma modalidade de produção que se fortaleceu a partir dos Programas Crédito Solidário e Minha Casa, Minha Vida (MCMV) – Entidades, ambos do Governo Lula, tornando-se uma alternativa de acesso à moradia para a população de baixa renda. Com esses programas, grupos sociais organizados passaram a integrar a arena de atores que produzem moradia (ao lado do sistema empresarial, da autoconstrução e da produção estatal) e que, nesse processo, precisam enfrentar o problema do acesso a terra.

Segundo Julia Wartchow, entre os objetivos principais da pesquisa estavam: (i) compreender como os empreendimentos autogestionários se inserem no sistema formal de produção da moradia e (ii) como as cooperativas habitacionais enfrentam o problema do acesso a terra. Para alcançá-los, foi realizado o estudo de caso da cooperativa dos Correios, atuante na Região Metropolitana de Porto Alegre, analisando-se seis empreendimentos. A principal técnica de pesquisa utilizada foi a entrevista semiestruturada. Foram empregadas também técnicas de pesquisa documental e observação. Em cada empreendimento foram analisados aspectos como: o processo de compra do terreno; a inserção espacial do terreno e a posição que ocupa no mercado de terras do município; a relação da cooperativa com o poder público municipal; e a relação da liderança da cooperativa com os beneficiários.

“A pesquisa empírica revelou que a cooperativa estudada atua como um ‘empreendedor social’, produzindo habitação sem visar lucro, mas para um ‘associado’ muito semelhante ao cliente visado pelos empreendimentos mercantis. Os cooperados não passam por atividades de formação cooperativista, participam pouco das decisões, muitas vezes passam a integrar a cooperativa no decorrer do empreendimento e se comportam como ‘clientes’ ou meros ‘consumidores’ interessados em adquirir a sua casa própria de forma mais barata”, explica Julia.

De acordo com a pesquisa, ainda assim, o empreendedorismo social tem contribuído para ampliar as possibilidades de provisão habitacional para população de baixa renda. Ademais, a cooperativa analisada representou bem a vontade política das organizações sociais que não querem esperar pela ação do Estado que pode demorar, nem se submeter às “soluções” oferecidas pelo mercado. Sem experiência anterior em produzir moradia, a cooperativa dos Correios, fundada em 2004, e que já conta com expressiva produção habitacional, precisou aprender a realizar diversas tarefas relacionadas à produção da moradia e ao cooperativismo, como: prospectar terrenos, contratar assessoria técnica e mão-de-obra, compreender o funcionamento dos programas habitacionais e os trâmites de aprovação de projetos. Constatou-se que a função exercida pela liderança da cooperativa no processo, como coordenador de todas as etapas da produção, é muito semelhante à desempenhada pelo incorporador no sistema empresarial, ainda que, no caso da cooperativa, estejam incluídas atividades relacionadas à gestão da base de associados estranhas ao incorporador.

“A cooperativa precisou ‘agir por conta própria’, para resolver seu problema do acesso a terra enfrentando enormes dificuldades. Os instrumentos de planejamento territorial de controle à especulação fundiária, como Planos Diretores e Planos Locais de Habitação de Interesse Social, no caso estudado não tiveram qualquer repercussão em prol da ação da cooperativa pesquisada. No processo de compra do terreno, as pessoas e instituições que se disponibilizaram a ajudar e a capacidade de articulação e formação de redes de contatos pelas lideranças acabaram sendo decisivos. As lógicas do mercado de terras impuseram suas regras também à cooperativa estudada. Os terrenos adquiridos foram ‘os que apareceram’ e que cabiam nas possibilidades financeiras. Em geral, não havia outra opção. Por isso, a localização dos terrenos foi aleatória, o que se traduziu em qualidades espaciais e condições de vida muito variadas. O gasto com terreno incluindo infraestrutura e urbanização foi bastante expressivo, representando, em média, 39% do valor total do empreendimento”, afirma Julia.

Segundo a pesquisadora, o caso estudado reforça a autogestão como uma alternativa viável como modo de produzir moradia – com enorme potencial para promover o aumento da liberdade social e espacial da população pobre. Um maior apoio institucional visando a estruturação dessas organizações sociais, por meio de políticas públicas, parcerias com universidades e/ou ONGs poderia contribuir para a obtenção de resultados ainda melhores tanto em termos quantitativos quanto qualitativos.

Governo lança segunda etapa do Programa Minha Casa, Minha Vida


Qui, 16 de Junho de 2011 21:28

Nesta quinta-feira (16), durante cerimônia realizada no Palácio do Planalto, a Presidenta da República, Dilma Rousseff, acompanhada do Ministro das Cidades, Mário Negromonte, e de sua base governista anunciou o lançamento da segunda fase do Programa Minha Casa, Minha Vida. Criado para garantir o direito à moradia do cidadão, o Programa, que já construiu mais de um milhão de unidades habitacionais na sua primeira fase, assegura que até 2014 dois milhões de brasileiros poderão desfrutar do sonho da casa própria.

Do investimento total de R$125,7 bilhões, R$72,6 bilhões serão destinados para subsídios e os demais R$53,1 bilhões terão como finalidade o financiamento (empréstimo). Priorizando a população de baixa renda, a meta de atendimento para famílias que ganham até R$1.600,00 por mês nas áreas urbanas e até R$15 mil anuais na área rural subiu de 40% para 60%. Dessa forma, 1,2 milhões de moradias serão destinadas a esse grupo.

Aquelas famílias que se encaixam na chamada faixa 2, com renda de até R$3.100,00 na área urbana e R$30 mil na área rural serão contempladas com 600 mil habitações, equivalente a 30% das moradias do Programa. E para as que possuem renda até R$5.000,00 mensais na área urbana e até R$60 mil anuais na área rural, serão 200 mil moradias (10%).

Com foco na agilidade e segurança do Programa, o Minha Casa, Minha Vida aprimorou suas regras, como no caso das famílias de baixa renda que só poderão vender o imóvel antes de dez anos caso a família consiga quitar o seu valor total, incluindo o subsídio. A medida visa evitar a venda precoce do imóvel.

Além das modificações já citadas, o Ministro Mário Negromonte ressaltou que as mulheres exercerão papel fundamental no programa. “As novas regras irão garantir que a mulher chefe de família possa assinar o contrato independente do seu estado civil”, assegurou. As normas da primeira fase exigiam a assinatura do cônjuge, dificultando a aquisição da moradia. Porém, vale lembrar que a nova medida é válida para as mulheres que tenham renda de até R$1.600,00.

Com a palavra, a Presidenta Dilma Roussef afirmou que nada dá mais segurança, abrigo e apoio ao ser humano do que ter a casa própria. “Nós reconhecemos que nossa maior riqueza é a população de 190 milhões de brasileiros desse país. Melhorar a vida de cada uma dessas pessoas não é apenas uma exigência ética e sim um compromisso moral. É assegurar que esse país explora todo o seu potencial”, disse.

O Minha Casa, Minha Vida, que na sua primeira etapa gerou uma diminuição no déficit habitacional do país, prevê para a sua segunda fase um aumento da área das moradias para facilitar a acessibilidade e a comodidade do morador (casas de 39,6m² e apartamento de 45,5m²). O valor médio das habitações, que antes era de R$42 mil, passa a ser de R$55.188,00. Dentre as especificações das unidades habitacionais estão: piso cerâmico em todos os ambientes, azulejo em todas as paredes de cozinha e banheiro, todas as portas com 0,8m e janelas maiores para melhoria das condições e iluminação e ventilação, além de aquecedor solar em todas as casas.

Ao concluir seu discurso, a Presidenta Dilma anunciou a parceria com o Banco do Brasil, que já atua com financiamento habitacional e integrará o Minha Casa, Minha Vida na modalidade voltada para famílias de menor renda a partir de 2012. Sob aplausos, a Presidenta garantiu que “se dentro do período de um ano os prazos do Programa estiverem no ritmo adequado, mais 600 mil novas moradias serão construídas para as classes baixas”.

Ministério das Cidades
Assessoria de Comunicação
61 2108.1602 

16 e 17/06/2011 Fomos convidados a visitar os Correios de Minas Gerais para informá-los sobre os procedimentos de organização do cooperativismo habitacional gaúcho e o acesso ao Programa Minha Casa Minha Vida Entidades.  

30/05 a 02/06/2011 O cooperado Paulo Machado estará no estado do ACRE realizando palestra sobre o Projeto Moradia e Cidadania realizado pela Diretoria Regional do Rio Grande do Sul da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos a convite do Instituto Federal de EducaçãoTecnológico do ACRE.

No dia 27/05/2011 a COOHRREIOS protocolou na Superintendência da CEF de NH em seu hall de entrada como funcionário Maurício o projeto habitacional que desenvolverá em parceria com a Prefeitura de Nova Hartz.

No dia 27/05/2011 a Coohrreios retirou do Cartório de Esteio as averbações finais do Condomínio Mesquita.Também protocolizou na CEFde Esteio aentregadesta escritura com a gerente Rosa Callero a finalização do empreendimento junto ao FDS Programa Crédito Solidário. Com esta entrega os moradores do Condomínio começarão a pagar as prestações de suas casas. 

29/06/2011 haverá confraternização dos cooperadosmutuários do loteamento Porto Verde II no canteiro de obra juntamento nodia que será realizado o trabalho técnico social do empreendimento;

05/0602011 acontecerá assembléia geral ordinária da Coohrreios, no auditório dos Correios, na Siqueira Campos, 1100, a partir da 8h. Compareçam.

28/05/2011 COOHAGIG em pleno desenvolvimento com o projeto habitacional na cidade de Cruz Alta.O Coordenador Administrativo, Sr. Paulo Franqueira está a frente dos trabalhos. A Coohrreios temparceria para indicar sua demanda dos Correios e a Secretaria Municipal de Habitação da Prefitura indicará a sua demanda.

No dia 25/05/2011 realizou-se reunião com o Secretário de Habitação e da Fazenda de Capão da Canoa para solicitarmos parceria da Prefeitura em futuro projeto habitacional que os empregados da ECT solitaram a COOHRREIOS.